sábado, 15 de março de 2014

VIDA: Modo de Usar


Quando resolver dar alguma coisa, dê com alegria. Memorizar seu poema favorito. 
Não acreditar em tudo que lhe dizem. 
Não desacreditar de tudo que afirmam ser mentira. Quando disser te amo, demonstre com algum gesto. 
Quando disser "desculpe-me", olhe a outra pessoa diretamente nos olhos. 
Acreditar em amor à primeira vista. 
Acreditar em antipatia à primeira vista. 
Nunca puxar o tapete dos outros, geralmente você também está em cima dele. 
Viver apaixonadamente com todos os ferimentos que isso vai acarretar: vale a pena. 
Falar devagar e pensar rápido. 
Não julgar uma pessoa por seus familiares. 
Se perguntarem algo indiscreto, sorria e diga: "Por que você quer saber isso?" A conversa geralmente termina por aí. 
Lembrar que o grande amor e as grandes conquistas representam grandes riscos. 
Telefonar para seus pais e dizer o quanto os ama. Quando errar não esqueça a lição. E corrija o que for possível. 
Lembrar sempre de 3 coisas: respeito por você mesmo, pelos outros e por seus atos. 
Quando atender ao telefone, sorria ao dizer alô. Quem está do outro lado da linha vai perceber. 
Não deixar as pequenas brigas destruírem as grandes amizades. 
Casar com alguém com quem goste de conversar. Jamais esquecer que na velhice podemos perder muita coisa mas a capacidade de comunicação permanece intacta. 
Ficar sozinho de vez em quando. Mas apenas de vez em quando. 
Ler mais. ver menos TV: fica mais fácil passar aos seus filhos o que você aprendeu. 
Saber que o silêncio pode ser uma resposta. 
Orar. O poder da oração é infinito. 
Ler nas entrelinhas. 
Viver uma vida que lhe permita olhar para trás e sorrir. 
Em discussões com pessoas amadas, concentre-se no presente e não traga as feridas do passado. Quando viajar, visite um lugar onde ninguém mais da excursão foi. Este será seu lugar. 
Você pode ter qualquer coisa, mas não pode ter tudo. 
Lembre-se que seu caráter é um espelho do seu destino. 
Aproveitar a sorte quando ela está a seu favor. 
Se precisar disparar a flecha da verdade, primeiro molhe sua ponta no mel. 
Peça ajuda e saiba reconhece-la. 
Aprender todas as regras, e transgredi algumas assim que for possível. 
Escolha seus amigos. E escolha seus inimigos: não dê a qualquer um a honra de enfrentá-lo. 
Quando alguém começar a lhe agredir verbalmente, não interrompa. Verá que a agressão se esvaziará por si mesmo.
Postar um comentário