sexta-feira, 7 de março de 2014

Esperança - FARDO LEVE COMO A PLUMA

Sejamos mais desapegados 
de coisas materiais, 
não levemos mais tanto peso, 
tanto fardo nos ombros, 

Troquemos estes fardos 
carregados de problemas, 
discórdias, rancores, 
ressentimentos, raivas etc. 

Pelo fardo leve como pluma 
da solidariedade, da amizade, 
da bondade, da concórdia, 
da harmonia e da paz. 

Brindemos o amor sem posse, 
que verte como água de nascente, 
é leve, cristalino, transparente, 
sacia a sede de vida e nos eleva. 

Comecemos o ano 
com mais serenidade,
e menos muitas coisas 
que afetam a tranquilidade

menos rancura, mais ternura,
menos tensão, mais tesão,
menos infalível, mais vulnerável,
menos arrogante, mais humilde,

Estejamos mais disponíveis,
Estejamos prontos para a ousadia,
para tecer o fio da utopia,
Que nada é intransponível

Até que sejam vencidas
as barreiras, as muralhas
que muitas vezes colocamos 
diante de nós próprios.

Seja feliz, 
como uma perdiz,
que voa livre, 
leve, pelo horizonte.

Voar a torna feliz
Que ousar o(a) torne feliz!

AjAraujo, o poeta humanista, escrito em 1/1/14
Postar um comentário